Dona Conceição sempre teve muita consciência de sua responsabilidade de promover, enquanto cidadã mudanças no contexto onde vivia. Em seu entendimento, poderia contribuir para melhorar a face de Belo Jardim onde passou a desenvolver projetos sociais para melhorar a vida das pessoas.

Assim nasceu o Tareco e Mariola, um centro de artesanato sem fins lucrativos com a finalidade de apoiar os artesãos na venda de seus produtos. Mas Dona Conceição não parou por aí, também desenvolveu um projeto na área de educação, o 5s nas escolas, com o intuito de trazer a qualidade total através dos sensos de utilização, ordenação, limpeza, saúde e autodisciplina. Foi um projeto inovador no contexto da cidade que conseguiu reduzir os índices negativos, de evasão e repetência.

De uma personalidade empoderada, seu amor por Belo Jardim sempre a fez pensar em novos horizontes para a cidade e por meio de suas ações sociais demonstrava sua preocupação com as pessoas. Assim, sempre foi fonte de inspiração para todos a sua volta, e suas netas Mariana, Taciana e Eduarda viram na criação do Instituto uma maneira de disseminar e ampliar o exemplo da avó.

Em 2014 surge o Instituto Conceição Moura, com a honrosa missão de contribuir para tornar Belo Jardim uma cidade atraente e melhor para se viver, atuando nas frentes de educação e cultura com foco em jovens e crianças para assim, transformar a comunidade. Como diz Mariana Moura, vice-presidente do Instituto:

“Transformar as pessoas, para que elas transformem a cidade”

Seguimos assim o legado deixado por Dona Conceição, assumindo compromissos e desenvolvendo projetos para uma cidade melhor. Seja bem-vindo, ao nosso universo de transformação social!